Lançamento A História do Universo para quem tem pressa – @EdValentina Colin Stuart @skyponderer ‏- Comunicação @Punchcom

    Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos?

 

Capa FINAL_HIST_UNIVERSO_PQTP

A História do Universo para quem tem pressa – Do Big Bang às mais recentes descobertas da astronomia! desperta o lado Sheldon Cooper (da série The Big Bang Theory) e geek que existe em cada um de nós. Sétimo título da coleção best-seller Para quem tem pressa, com mais de 400 mil exemplares vendidos, a obra faz uma viagem de 93 bilhões de anos-luz por estrelas, sistema solar e planetas, cometas, galáxias, distantes regiões do espaço sideral, a partir de descobertas fascinantes sobre o universo feitas por cientistas como Galileu Galilei, Isaac Newton, Albert Einstein e Stephen Hawking. Escrito pelo jornalista Colin Stuart, especializado em astronomia, o livro é um guia ilustrado.

 “O objetivo deste livro é decompor a vastidão do universo em porções conceituais de suave digestão intelectual ou de fácil assimilação mental. Não existem complicações matemáticas ou jargões tecnocientíficos, mas apenas explicações simples das características mais fascinantes do universo. Incluí na obra não só o que não sabemos a seu respeito, mas também o que sabemos. As informações estão organizadas numa ordem de crescente distância descritiva e conceitual da Terra, começando com nossas primeiras descobertas astronômicas antes de seguirmos para a amplidão do sistema solar e depois para as galáxias e o(s) universo(s) além”, define o autor.

 Conheça alguns fatos marcantes levantados por Colin Stuart em A História do Universo para quem tem pressa:

* Os gregos antigos não apenas sabiam que a Terra era redonda, como o quanto ela era grande. Eratóstenes (256-194 a.C.) foi o primeiro erudito a projetar uma grade cartográfica e a traçar meridianos. É considerado por muitos o pai da geografia.

* Alguns historiadores argumentam que William Shakespeare se inspirou no astrônomo dinamarquês Tycho Brahe para criar o personagem Hamlet. É até possível que toda a obra Hamlet seja uma complexa alegoria da batalha entre os defensores do sistema geocêntrico e do sistema heliocêntrico do universo, em que o personagem Cláudio é uma alusão a Cláudio Ptolomeu.

  • Em 1608, o holandês Hans Lippershey criou o primeiro telescópio, requerendo patente para um instrumento capaz de ver coisas distantes, como se estivessem perto.
  • A principal constatação de Newton foi que todos os corpos estão sujeitos a uma força que os atrai para outros corpos do universo. Constatou que a Lua gira em torno da Terra pela mesma razão que a maçã cai em direção ao solo — é um movimento de queda livre, sem nada no caminho para atrapalhar. Tudo isso por causa da atração gravitacional entre dois corpos.

* Nenhum cientista que o antecedeu ou que o sucedeu é tão famoso quanto Albert Einstein. Mesmo depois de mais de 100 anos da publicação de suas Teorias da Relatividade Restrita e Geral, físicos continuam achando provas de que ele estava certo.

  • O dia 4 de outubro de 1957 foi um marco na história da humanidade. O satélite soviético Sputnik 1 tornou-se o primeiro engenho a orbitar a Terra.

* É bem possível que os seres humanos consigam pôr os pés em Marte neste século, mas isso é muito  mais difícil do que ir à Lua, que fica a 380.000km da Terra, numa viagem de três dias. Para chegar a Marte, o homem levaria sete meses, tendo de percorrer 225 milhões de quilômetros.

  • Onde exatamente ficam os limites do sistema solar? Uma das formas para determiná-los é procurar saber a resposta sobre onde a influência magnética do Sol começa a diminuir. E, graças às sondas Voyager, temos dados precisos sobre as fímbrias da chamada heliosfera.
  • O professor de física teórica e cosmólogo Stephen Hawking passou a vida profissional inteira refletindo acerca da estranha natureza dos buracos negros. Uma de suas mais importantes contribuições à ciência é a ideia de que se desintegram pelo efeito radiação Hawking.

* A expressão “Big Bang” foi cunhada pelo astrônomo inglês Fred Hoyle durante uma entrevista à rádio inglesa BBC em 1949. Ele era um dos maiores críticos da ideia do Big Bang, defendia a ideia de que o universo sempre existiu, apresentando uma forma muito parecida com sua configuração atual.

 

A HISTÓRIA DO UNIVERSO PARA QUEM TEM PRESSA

1ª ed. – Rio de Janeiro: Valentina, 2018.

216 páginas

14×21 cm

ISBN 978-85-5889- 076-2

R$ 39,90

e-ISBN 978-85-5889-077-9

Preço ebook R$ 32,90

Tiragem: 10.000 exemplares

blico: Juvenil/Adulto

 SOBRE O AUTOR:

Colin Stuart é jornalista especializado em astronomia e escritor. Publicou artigos no jornal The Guardian, na revista The New Scientist e escreveu para a Agência Espacial Europeia. É membro da Royal Astronomical Society. Recentemente, para homenageá-lo, um asteroide recebeu o nome dele.

SOBRE A EDITORA VALENTINA

Localizada no Rio de Janeiro, a Editora Valentina mantém seu compromisso de publicar literatura de entretenimento e obras de referência aclamadas em prêmios e principais veículos de imprensa internacionais. O perfil editorial é voltado a romances que abordem a juventude contemporânea e ganhem vida fora do livro, além de temas como urban fantasy, distopia, paranormal, femininos, thrillerchick lit, pets, religiosidade, biografia, bem-estar, steampunk.

 

Conheça a Editora Valentina também em:

editoravalentina.com.br

facebook.com/EditoraValentina

twitter.com/EdValentina

youtube.com/ValentinaEditora

 

MAIS INFORMAÇÕES:

Renata Frade

renatafrade@punchcomunicacao.com.br

facebook.com/punch.comunicacao

@Punchcom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s