Release @Punchcom: Lançamento Nebulosas – Gradiva Editorial

em

logo editora release

 

 

 

 

 

LIVRO RESGATA OBRA DE PRECURSORA DO EMPODERAMENTO FEMININO NA LITERATURA BRASILEIRA

 Capa Nebulosas

Corajosa, dotada de múltiplos talentos, erudita, sensível a questões humanitárias e ligadas ao universo feminino, Narcisa Amália escreveu um único livro de poesias. Nebulosas, coedição da Gradiva Editorial e Fundação Biblioteca Nacional, reúne 44 poemas da autora. Seu talento foi celebrado por Machado de Assis e pelo Imperador D. Pedro II na época de sua publicação, em 1872, pela mítica editora Garnier. Os temas da obra são líricos, intimistas, femininos, dirigidos à natureza, de cunho social, como os versos em prol da abolição da escravatura.

 Nebulosas é o segundo livro da coleção Illuminatio, que resgata obras importantes de escritores e escritoras ignorados, ou apenas aludidos, nos volumes de história da literatura brasileira nos dois últimos séculos. O prefácio da primeira edição de Pessanha Póvoa foi reproduzido nesta edição, que conta ainda com apresentação e posfácio de Anna Faedrich.

 ´´A exclusão de escritoras pelos historiadores da literatura brasileira, sobretudo das escritoras no período do Romantismo, me intrigou a ponto de se tornar o meu objeto de pesquisa. Agimos como se não tivessem existido escritoras nessa época. Nossas histórias literárias têm uma arbitrariedade de gênero. As antologias e a crítica literária também. É surpreendente tal preterição quando se constata a participação intensa de mulheres no cenário cultural desde o século XIX. A questão latente é: se elas escreviam, publicavam, tinham êxito, reeditavam suas obras por conta deste êxito, atuavam na grande imprensa, escreviam colunas em espaço privilegiado do jornal, dialogavam com os escritores importantes da época, eram elogiadas por eles, recebiam comentários de enaltecimento sobre suas obras, o que as levou a serem vítimas de um apagamento gradual até o completo esquecimento? É inaceitável que, hoje, não as estudemos, que não conheçamos os poemas líricos, políticos, sociais, de exaltação da natureza e da pátria de Narcisa Amália, ao lado de Gonçalves Dias, Casimiro de Abreu e Castro Alves. (…) A reedição de Nebulosas traz à luz esta obra e essa escritora posta à sombra do discurso historiográfico por tanto tempo. Acreditamos que o acesso à obra lírica de Narcisa é fundamental. O leitor interessado nessa obra encontra, hoje, apenas exemplares deteriorados em pouquíssimas bibliotecas do país´´, aponta Anna Faedrich.

A obra apresenta cronologia da vida de Narcisa Amália.

 NEBULOSAS

1ª ed. – Rio de Janeiro: Gradiva Editorial, 2017.

192 páginas

14×21 cm

ISBN 978-85-68858-06-6

R$ 49

 

SOBRE NARCISA AMÁLIA:

Nascida em São João da Barra (RJ) em 1852, faleceu no Rio de Janeiro em 1924, aos 72 anos. Iniciou sua carreira como tradutora de contos e ensaios de autores franceses. Primeira mulher a atuar como profissional de imprensa no país, contribuindo regularmente para os jornais A República, Correio do Povo, O Fluminense, Astro Resendense, Monitor Campista, Echo Americano, O Espírito Santense, Gazeta de Campos, Correio Fluminense e Tymburibá.

Republicana e abolicionista, seus escritos revelam o comprometimento da escritora com a crítica social e a denúncia de injustiças da sociedade escravocrata e monarquista. Além disso, foi mulher emancipada e defensora dos direitos femininos, tendo sido editora de A Gazetinha, de Resende, periódico literário feminino.

DEPOIMENTO DE MACHADO DE ASSIS (retirado do conceituado jornal carioca

Semana Illustrada):

“A leitura das Nebulosas causou-me a este respeito excelente impressão. Achei uma poetisa, dotada de sentimento verdadeiro e real inspiração, a espaços de muito vigor, reinando em todo o livro um ar de sinceridade e modéstia que encanta, e todos estes predicados juntos, e os mais que lhe notar a crítica, é certo que não são comuns a todas as cultoras de poesia. (…) Rompia outra barreira: era a primeira obra de mulher cuja edição não era custeada pela autora. O mérito do livro justificou a audácia do editor Garnier”.

SOBRE A GRADIVA EDITORIAL

Localizada no Rio de Janeiro, a Gradiva Editorial tem como diferencial preencher uma lacuna nas prateleiras de livrarias, bibliotecas e universidades brasileiras com a publicação de obras e autores inéditos, ou esquecidos, fundamentais para o pensamento, estudo, cultura e entretenimento contemporâneos no país, sobretudo em Letras, Ciências Humanas e Psicanálise.

 Conheça a Gradiva Editorial também em:

https://www.facebook.com/gradivaeditorial/

 

MAIS INFORMAÇÕES:

 Renata Frade

renatafrade@punchcomunicacao.com.br

facebook.com/punch.comunicacao

@Punchcom

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s